sexta-feira, 12 de abril de 2019

Homens que desprezaram a Fé Católica

HOMENS QUE DESPREZARAM A FÉ CATÓLICA

Relatos da hora da morte de homens que desprezaram a Fé e a Igreja:

David Hume gritou por ocasião de sua morte: 
"Estou nas chamas!"

Hobbes, um filósofo inglês, disse pouco antes de sua morte: 
"Estou diante de um terrível e abissal abismo de trevas."

Goethe exclamou na hora da morte: 
"Terrível e Amaldiçoada escuridão. Necessito de luz!"

Churchill morreu com as palavras: 
"Que tolo fui!"

Sobre NAPOLEÃO escreveu seu médico particular: 
“O imperador morreu solitário e abandonado. Sua luta de morte foi terrível!”

YAROSLAWSKI, presidente do movimento internacional dos ateus: 
“Por favor, queimem todos os meus livros. Eu vejo o Santo, eu vejo Deus e este é meu pior suplicio, ver quem eu veementemente neguei, saber que só por ele fui amado e não alcançá-lo!” 

CESARE BORGIA, um estadista: 
“Tomei providências para tudo no decorrer de minha vida, somente não para a morte e agora morro completamente despreparado.”

TALLEYRAND: 
“Sofro os tormentos dos perdidos.”

CARLOS IX (França):
 “Estou perdido, reconheço-O claramente.”

SIR THOMAS SCOTT, o antigo presidente da Câmara Alta inglesa (MAÇOM):
 “Até este momento, pensei que não havia nem Deus, nem inferno. Agora sei e sinto que ambos existem e estou entregue à destruição pelo justo juízo do Todo Poderoso.”

NIETZSCHE: 
“Realmente existe um Deus vivo, fui o mais miserável dos homens e me resta a destruição eterna!”

LÊNIN:
“Morreu em confusão mental, pedindo perdão pelos seus pecados a mesas e cadeiras sentindo seu corpo se decompor comido por vermes!”

A terrível morte de VOLTAIRE: 
"Ele morreu em grande agonia, pois nos últimos dias teve sérios ataques de hemoptise (tosse com expectoração de sangue) seguida de febre. 
Nos momentos finais gritava, se debatia, chamava por Deus e as vezes blasfemava contra Ele. Ora em voz lamentável, ora com o tom do remorso, e mais amiúde em acessos de furor exclamava: Jesus Cristo! Jesus Cristo! 
As pessoas na antecâmara tampavam os ouvidos. 
Voltaire gritava, se arranhava, se mordia e viu o Demônio no quarto, e gritava, chamava pelo Padre, até que em um derradeiro ataque de fúria, deu seu último suspiro e morreu com expressão de sufocado. 
Ainda antes da morte Voltaire, sentido um calor insuportável e falando que sua carne estava sendo assada em chamas, aos gritos de agonia, pegou de imediato um recipiente e bebeu de seu conteúdo em desespero, quais eram suas próprias fezes e urina. Ele, considerado o grande filósofo francês foi inimigo da Igreja e gastou toda a sua vida ridicularizando e tentando destruir a verdade do Evangelho de Cristo. No entanto, em seu leito de morte, Voltaire continuamente gritava que havia sido "abandonado por Deus e pelo homem". Ele sempre gritava em total desespero: "Oh! Cristo! Oh! Cristo! Jesus Cristo!" 
Seu médico estava tão aterrorizado que o abandonou. O amigo fiel de Voltaire, o marechal Rchelieu, outro cínico, ficou do mesmo modo tão assombrado que se retirou. Sua enfermeira, que fora contratada para cuidar dele, à medida que sua morte se aproximava, recusou continuar a sua carreira de enfermagem por causa do "temor de presenciar outra cena como a morte de Voltaire". Por fim, a enfermeira disse: “Por todo o ouro da Europa, não quero mais ver um infiel morrer!” 
Durante toda a noite ele gritou por perdão e faleceu com o corpo totalmente ferido pelo flagelo que aplicou sobre si mesmo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...