quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Deus é Amor (IJo 4, 8)


Amor não é afinidade, preferência ou escolha.
No tocante ao Amor, o homem que entende que “Deus é Amor” (IJo 4, 8), entende que acima de suas opções e conceitos prevalece a Santa Vontade de Deus. Quem Ama não reclama por afinidades, preferencias ou escolhas, mas cede aos desígnios de Deus. Amor não é emoção nem sentimento, “Deus é Amor” (IJo 4, 8), e em Deus prevalece a linguagem da Misericórdia e da Justiça. A linguagem das emoções e dos sentimentos são caracterizadas por impulsos e a linguagem da Misericórdia e da Justiça são caracterizadas por Ações Concretas e Fecundas. Das Ações Concretas e Fecundas nascem os laços de Salvação nos quais devemos embarcar nossas vidas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...