segunda-feira, 24 de abril de 2017

O Rei do Céu esta sempre pronto a nos atender - Santo Afonso Maria de Ligório

“Os soberanos da terra dificilmente concedem audiência, mas pelo contrário, o Rei do Céu, escondido sob o véu eucarístico, está sempre pronto para receber qualquer um”. (Santo Afonso Maria de Ligório - 1696-1787 - Escritor Espiritual, Filósofo Escolástico e Teólogo).

Reflexão:

Notem como Jesus continua a se dar a cada ser vivente, e notem bem quantos buscam estar com Ele!
Desde os que nunca o buscam até os que tendo condições privilegiadas, acabam por inúmeros motivos e situações acreditando que umas poucas horas bastam!
Assim como diz o São João, "sabemos que somos de Deus mas o mundo jaz sob o maligno" (1Jo 5, 19).
Sim, sabemos que somos de Deus pois vamos a Igreja, nos relacionamos com as pessoas da Igreja, vivemos em comunidades que tem suas origens, raízes na Igreja, lutamos pela Igreja, mas tudo "jaz em trevas" quando somos chamados a "viver a Igreja"!
Somos de Deus, mas quando o assunto diz respeito a silenciarmos e rendermo-nos a Cristo em Adoração, tudo "jaz em trevas" pois dizemos não ter o tempo necessário, ou condição física suficiente, dizemos ter compromissos assumidos ou que nossas necessidades são naquele momento irremediáveis!
Somos de Deus pois comungamos seu Corpo e Sangue, mas "jaz em trevas" pois preocupamo-nos mais com as pequenas devoções do que o Estar com Deus!
Somos de Deus pois rezamos, "mas jaz em trevas" pois rezamos por coisas e situações perecíveis cheias de interesse próprio a ponto de ser dito "minha oração"!
Somos de Deus externamente mas internamente tudo "jaz em trevas"!
Somo de Deus mas quando o assunto é o irmão, o olhar, o pensar, o desejar, tudo "jaz em trevas"!
Somos de Deus mas quando o assunto é não falar da vida alheia vemos que tudo "jaz em trevas"!
Somos de Deus mas quando temos que suportar as indiferenças, injustiças e escárnios, tudo "jaz em trevas"!
Diante de Cristo que esta presente por de traz do Véu do Santíssimo Sacramento, ao rendermo-nos a Ele e no silêncio Adorarmos, tudo se faz novo, tudo se renova!
Escutamos as trevas gritando dentro de nós, incitando-nos a praticas mesquinhas e egoístas, mas a perseverança diante de Cristo vai dissipando estas "trevas" e a Luz nos invade, iluminando, curando e transformando!
Somos de Deus, mas realmente o somos quando ultrapassamos, violamos os limites de nossas condições humanas para render-se a Ele, assim como Ele fez ao render-se à Cruz por nós.
Somos de Deus, mas realmente o somos quando não colocamos em questão o que somos ou quem somos, mas quando levamos em questão o que Ele É e quem Ele É!

Oração:

Senhor ensina-me a Amar.
Senhor ensina-me a Perdoar.
Senhor ensina-me a Rezar e como Rezar.
Senhor escraviza-me em Teu Amor e serei Livre.
Senhor faça de mim junto a Ti um enxerto de Amor na Cruz.
Senhor que as Vossa Chagas me dominem e que Vossa Paixão me penetre e assim serei um junto a Ti.

Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...