segunda-feira, 7 de março de 2016

A vida Ftaterna em Comunidade

A VIDA FRATERNA EM COMUNIDADE - "Congregavit nos in unum Christi amor - O Amor de Cristo nos reúne em um só corpo".

a) Da Igreja-Mistério à dimensão da comunidade religiosa:

A comunidade religiosa não é um simples aglomerado de cristãos em busca da perfeição pessoal. Em sentido muito mais profundo, é participação e testemunho qualificado da Igreja-Mistério, enquanto expressão viva e realização privilegiada de sua peculiar «comunhão», da grande "koinonia" trinitária a que o Pai quis fazer participar os homens no Filho e no Espírito Santo.

b) Da Igreja-Comunhão à dimensão comunhão-fraterna da comunidade religiosa:

A comunidade religiosa, em sua estrutura, em suas motivações, em seus valores qualificantes, torna publicamente visível e continuamente perceptível o dom da fraternidade feito por Cristo a toda a Igreja. Por isso mesmo, ela tem como empenho irrenunciável e como missão: ser e aparecer como uma célula de intensa comunhão fraterna que sera sinal e estímulo para todos os batizados.

c.) Da Igreja animada pelos Carismas à dimensão carismática da comunidade religiosa:

A comunidade religiosa é célula de comunhão fraterna, chamada a viver animada pelo carisma fundacional; é parte da comunhão orgânica de toda a Igreja, sempre enriquecida pelo Espírito com variedade de ministérios e de carismas.

Para entrar a fazer parte de tal comunidade é necessária a graça particular de uma vocação. Em concreto, os membros de uma comunidade religiosa aparecem unidos por um comum chamado de Deus na linha do carisma fundacional, por uma típica comum consagração eclesial e por uma comum resposta na participação «na experiência do Espírito vivida e transmitida pelo fundador e na participação em sua missão na Igreja».

Esta quer também receber com reconhecimento os carismas «mais comuns e difundidos»  que Deus distribui entre seus membros para o bem de todo o Corpo. A comunidade religiosa existe para a Igreja, para significá-la e enriquecê-la, para torná-la mais apta a cumprir sua missão.

VIVER EM COMUNIDADE - VIVER A FRATERNIDADE.

FRATERNIDADE É UMA FORMA DESAFIADORA, PERIGOSA E RENOVADORA QUE EXIGE FIRME POSTURA E DECISÃO ACIRRADA.

Veja abaixo exemplos "de vida fraterna" na Bíblia:

Caim matou Abel, o primeiro irmão que existiu.
Isaac não pode conviver com Ismael, e os dois brigam até hoje em seus descendentes.
Esaú brigava desde o ventre com Jacó, seu irmão gêmeo.
José foi vendido por seus dez irmãos (Benjamim não tinha nascido).
Moisés foi invejado por Aarão e Miriam, seus irmãos.
Davi foi preterido por seus próprios irmãos, embora tenha sido o maior rei de Israel.
Tamar foi violada por Amnon, que foi morto por Absalão, uma tragédia entre irmãos, e a história continua.

CONCLUSÃO:

O que Jesus nos quer ensinar é que não podemos "perder tempo" apenas olhando para os irmãos e desejando uma vida nova, e não vivendo esta vida nova, pois sempre nos frustraremos.
Fraternidade sem Paternidade pode ser letal pois, mais do que a carne, pode vir a ferir a alma!
Deixe de olhar para o lado e olhe para cima, olhe para o Pai que te Ama, que te Chama e você certamente aprenderá o gosto por ficar em CASA - "IGREJA" -  e desfrutará de uma festa contínua com o Cordeiro que será Imolado! Hoje é tempo de Renovação e Celebração, tempo de viver a Quaresma e a Misericórdia.
MOSTRA-NOS O PAI, E ISSO NOS BASTA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...