sábado, 12 de setembro de 2015

Render-se a Jesus

O homem de nossos dias, mais que em outros tempos, continua a firmar parâmetros para o que é Eterno e Inatingível, o Amor, e nesta medíocre e infernal condição adota como medidas a dor que é capaz de causar aos outros. Mede a intensidade de seu amor através da intensidade da dor que causa. Acaba por entender e vive a mercê de um entendimento que tem por fim último a perdição de sua alma.
Cordeiros disfarçados de lobos à espera em saciar sua egoísta forma de amar.
Desde uma leve ação de indiferença, para causar a dor da humilhação,  até a morte, o ápice.
Senhor ensina-me a Amar.
Crave vossa Cruz em minha alma. Quero ser teu prisioneiro, rendido a Ti Senhor.
Vem Senhor Jesus, fazei morada em minha alma.
Vem Senhor Jesus e que Vossa Luz dissipe a escuridão de minha alma.
Quero ser vencido por Ti Senhor por quanto tempo durar minha vida. Leva-me Senhor, conduza- me Senhor, aprisiona-me Senhor e serei Livre!
Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...