quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Senhor, deste-me vida

Paz e Bem.

Nestes dias onde o mundo vive os mais diversos ódios, Deus em seu Amor não esta disposto somente a perdoar, mas ainda a esquecer completamente: "Com profunda afeição te recebo de novo." Compreendamos bem quão longe está a imagem da realidade cotidiana: "É tão difícil ao homem esquecer." Mas Deus esquece deveras, e cada um de nós no decorrer de nossas vidas vivemos esta consoladora experiência. Se não abandonos clamorosos, pelo menos toda uma série de pequenas indignidades de nossa vida cristã. Orgulho camuflado de atenções e cuidados para com os outros; vida de piedade ostensiva para arrancar alguns louvores dos homens, irascibilidade que se faz passar por zelo de uma causa santa; sensualidade muito bem oculta na preocupação de evitar escândalo; avarezas glorificadas com hipotéticos cálculos de defesa do bem comum; jantares multiplicados a pretexto de conveniências sociais; preguiça ante o dever por motivo de saúde. Deus sanou muitas vezes estas nossas desagradáveis situações, dando-nos motivos de exclamar: "Senhor, deste-me vida!" Ainda hoje o Pai nos dirige seu amorável convite. Ainda hoje o Pai estimula nossa felicidade!
 VIVAT CHRISTUS REX




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...