quinta-feira, 5 de junho de 2014

Santo Éfrem - O Sírio

Santo Efrém - O Sírio (306-373) 

O Senhor disse-nos: Quanto àquele dia e àquela hora, ninguém o sabe, nem os anjos do Céu, nem o Filho, para impedir qualquer pergunta sobre o momento da Sua segunda vinda: Não vos compete saber os tempos nem os momentos (Mt 24, 36; Act 1, 7). No-lo escondeu para que estivéssemos vigilantes e para que cada um de nós pudesse pensar que esta vinda ocorrerá durante o seu tempo de vida.
Vigiai, porque quando o corpo adormece é a natureza que nos domina, e nessa altura a nossa ação não é dirigida pela nossa vontade mas pela força da natureza. E quando reina sobre a alma um pesado torpor de fraqueza e tristeza, é o inimigo que a domina. Foi por isso que o Senhor falou da vigilância da alma e do corpo, para que o corpo não se afunde num sono pesado nem a alma no entorpecimento. Como dizem as Escrituras: Despertai como é justo (1Co 15,  34), se pudesse chegar ao fim, estaria ainda convosco (Sl 139, 18) e não desanimeis (Ef 3, 13).
Cinco delas eram insensatas, diz o Senhor, e cinco prudentes. Não é à virgindade que Ele chama sabedoria, uma vez que todas elas eram virgens, mas às boas obras. Mesmo que a tua castidade seja igual à santidade dos anjos, repara que a santidade dos anjos está isenta de inveja e de qualquer outro mal. Se não fores repreendido por impureza, cuida que também não o sejas por arrebatamento e por cólera. Estejam cingidos os vossos rins, para que a castidade não nos pese. E acesas as vossas lâmpadas (Lc 12,35), porque o mundo é como a noite: tem necessidade da luz dos justos. Brilhe a vossa luz diante dos homens de modo que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai que está nos Céus (Mt 5,16).
VIVAT CHRISTUS REX



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...