domingo, 24 de fevereiro de 2013

O Calvário


Estando no Calvário contemplamos JESUS CRISTO desfigurado entre dois ladrões. Um dos ladrões sugere a JESUS CRISTO para que Ele se salve e salve a eles. Entendemos que esta sugestão é conveniente! Mas vamos voltar nosso olhar para Maria! Imaginemos JESUS CRISTO perguntando a Maria: "O que devo fazer?". Maria é Mãe. A dor de Maria é imensa, é como a dor de todas as mães do mundo chorando juntas por seus filhos. Mas Maria não exitou e permaneceu em silêncio e não falou para seu filho descer! Os olhos de Maria refletiam a dor como a de uma espada transpassando seu coração, mas sua alma estava entregue a vontade de DEUS, e inundada da vontade de DEUS ela manteve-se fiel e humilde.
A vontade de DEUS se cumpria aos poucos e aos poucos a alma de Maria enchia-se da certeza da Salvação, da Libertação dos cativos, pois ela via em cada gota de Sangue de Jesus uma multidão de almas salvas e resgatadas!
O que confortava e sustentava Maria? Sua confiança em DEUS,confiança que, mesmo diante de tamanho martírio, a enchia de PAZ! Através de Maria entendemos melhor o que diz São Paulo: "Em todas as circunstância, dai Graças!".
 
 
VIVANT CHRISTUM REGEM

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Padre Francesco Bemonte

Padre Francesco Bemonte - Presidente da Associação Internacional de Exorcistas. São Pio de Pietrelcina, como também o beato carmelita e...